Estudar é simples!

Ao longo do pré-vestibular, estudar parece ser algo extremamente complexo: diversos são os métodos de estudo, diferentes hacks, matérias cada vez mais difíceis e um volume de conteúdos enorme. Contudo, a verdade é que o estudo para o vestibular pode ser resumido a 4 etapas, em um processo bem simples. Perceba que ele é simples, mas não necessariamente fácil. Contudo, independentemente de ser fácil ou não, ele sem dúvidas é bastante efetivo. Então, se você quer aprender mais sobre esse método de apenas 4 etapas, leia esse artigo até o final.

Primeiro passo: Teoria

Ao pegar um conteúdo novo, muitos alunos cometem erros desde o início e partem direto para a prática e para a resolução de exercícios. O problema é que, por mais que a prática seja importante, ela só será maximizada caso o aluno tenha uma boa teoria como embasamento. Então, veja a teoria primeiro para entender o macro do conteúdo e, nos exercícios, você irá entender as particularidades. Evite um estudo passivo e busque estar sempre anotando, escrevendo e repetindo as informações na cabeça.

Segundo passo: Prática

A resolução de exercícios é o momento de fixação do conteúdo, afinal, por mais que absorvamos algo da teoria, nosso cérebro tende a fixar conhecimentos que colocamos em prática. Sendo assim, para todo conteúdo – seja ele de matemática, de português ou de humanas – é fundamental que você resolva uma lista de questões. Do contrário, esse conteúdo muito provavelmente será esquecido com muito mais facilidade.

Terceiro passo: Correção

Agora você viu a teoria e praticou o conteúdo, parabéns! Você fixou o conteúdo que sabe. Contudo, se você não corrige as questões que errou, a verdade – apesar de desestimuladora – é que você não está fazendo muita coisa. Quando você está resolvendo questões, você está levantando as lacunas no seu conhecimento para só então preenchê-las, tirando as dúvidas com um monitor ou com o professor. Seria como a expressão “nadar, nadar e morrer na praia”. Você fez quase tudo certo, mas não conseguiu finalizar e aprender algo, de fato, novo. Sendo assim, é compreensível que nesse momento você esteja um pouco mais cansado após os dois primeiros passos, mas fique ciente: a correção é, provavelmente, o ponto mais importante da sua preparação, então não a menospreze.

Quarto passo: Revisão

Nosso cérebro trabalha como se tivesse uma memória limitada, sendo assim, ele tende a apagar aquelas informações que considera menos importantes. E o que seria importante para ele? Aquilo que ele vê com mais frequência. Logo, é importante que você mostre a ele que os conteúdos para o vestibular são importantes e não devem ser esquecidos e, para isso, você os apresenta mais de uma vez. Uma excelente forma de fazer isso é realizando simulados com frequência, pois lá você terá conteúdos variados sendo cobrados, forçando você a recordá-los e não os deixando cair no esquecimento.

Agora é hora de colocar esse passo a passo em prática com os conteúdos da preparação e se preparar para ver uma fixação muito maior dos assuntos. Ah, depois vem dizer para a gente o que achou!

Você também pode gostar destes posts

Por que você precisa fazer simulados?

Os simulados são um ponto crucial na preparação de qualquer aluno para...

A pandemia acabou com o meu ensino médio. E agora?

A pandemia veio para afetar, literalmente, todas as pessoas, independentemente de idade,...

Pressão para o Insper e FGV?

Entrar no INSPER ou FGV é um desafio que exige não apenas...

plugins premium WordPress
Rolar para cima

Estude na BNE

Garanta sua preparação com a MELHOR e MAIOR para FGV e Insper. Conheça já nossas turmas!