5 repertórios para a redação do INSPER

Teoria das Janelas Quebradas – George Kelling

Quem foi George Kelling?

George Lee Kelling, um dos idealizadores da Teoria das Janelas Quebradas, foi psicólogo, criminologista e professor em diferentes universidades dos Estados Unidos.

O que quer dizer?

Essa teoria afirma que a desordem promove mais desordem. Por exemplo, se uma janela de uma fábrica for quebrada por algum indivíduo e ela não for rapidamente consertada, a tendência é que mais janelas sejam depredadas, pois as pessoas chegarão à conclusão de que não há autoridade para punir aquele tipo de delito. Tal lógica, por sua vez, se estende a diversas outras áreas da sociedade, à medida que qualquer problema que não é prontamente corrigido pela autoridades responsáveis, tenderá a se agravar.

Quando utilizar?

Assim, esse pensamento se torna uma excelente carta na manga, pois pode abordar problemas não resolvidos, seja pelo Estado, seja pela inciativa privada, seja pelas autoridades locais: por exemplo, degradação ambiental, criminalidade, bullying nas escolas entre outros.

Índice de Percepção da Corrupção (IPC)

O que é o IPC?

A Transparência Internacional divulga um ranking em que os menos corruptos ocupam as primeiras posições. Esse é o Índice de Percepção da Corrupção (IPC), no qual o Brasil ocupa a 96° posição de 180 Estado. A corrupção, no entanto, é um imbróglio social que afeta diretamente toda a população brasileira, chegando a custar de 1% a 4% do PIB, segundo a FGV. Tendo em vista o impacto da corrupção na economia do País, pode-se entender o quão prejudicial ela é para o desenvolvimento da Nação: O desvio dos recursos públicos resulta em uma escassez de capital para os serviços básicos, como saúde, segurança e educação. Por conseguinte, a sociedade sofre com o aumento da criminalidade, com a escassez de leitos e com escolas precárias, por exemplo.

Quando utilizar?

Dessa maneira, o conhecimento do conteúdo desse post torna-se imprescindível, pois pode ser usado como coringa para diferentes temas da esfera social, culpando a corrupção pelos problemas abordados.

“Toda tecnologia cria os seus excluídos” – Pierre Levy

Quem foi Pierre Levy?

Pierre Lévy foi um filósofo e sociólogo da Tunísia que estudou principalmente a forma como a sociedade se relaciona com as tecnologias da informação. Dessa forma, seus conhecimentos são válidos principalmente em tópicos abordando a temática das evoluções tecnológicas.

O que quer dizer?

Pelo raciocínio do pesquisador, entende-se que avanços tecnológicos não irão necessariamente trazer benefícios para toda a sociedade de maneira homogênea. Isso ocorre porque as novas tecnologias, à medida que se tornam acessíveis a uns, não se tornam acessíveis a outros. Um exemplo disso é a internet, que apesar de amplamente distribuída, ainda não é capaz de atingir todos os cidadãos brasileiros. Por conseguinte, a disparidade entre esses grupos tende a aumentar, já que os beneficiados pela tecnologia conseguem uma qualidade de vida – nas mais diversas áreas – melhor que aqueles sem tal acesso.

Quando usar?

Temáticas envolvendo o avanço de novas tecnologias.

Sofocracia – Platão

Quem foi Platão?

Platão é conhecido como um dos maiores filósofos da humanidade, tendo vivido na Grécia Antiga.

O quer dizer?

Em sua teoria sobre a “Sofocracia”, Platão afirma que os cargos públicos deveriam ser ocupados pelos indivíduos mais preparados intelectual e moralmente. Ao se analisar a conjuntura brasileira hodierna, no entanto, é visto um cenário oposto ao idealizado pelo pensador grego: os políticos são, via de regra, despreparados, desde o conhecimento básico até o superior, além de frequentemente estarem envolvidos em casos de corrupção. Por conseguinte, esse despreparo resulta em uma precariedade nos serviços prestados à população, como saúde, educação e segurança.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quando utilizar?

Dessa maneira, tal conhecimento pode ser utilizado como um “coringa”, entrando no seu texto sempre que a má atuação do Governo entrar como uma das causas para o problema abordado. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O Livre Arbítrio – Lao-Tsé

Quem foi Lao-Tsé?

Lao-Tsé é considerado um dos grandes pensadores orientais, contudo, pouco se sabe sobre sua existência, como onde e quando viveu. Mesmo com esse caráter duvidoso, podemos afirmar que os pensamentos que lhe são atribuídos são muito pertinentes, podendo ser utilizados em sua redação.

O que quer dizer?

Segundo o filósofo oriental, por causa do livre-arbítrio, o ser humano pode perturbar o equilíbrio harmonioso do mundo em diferentes contextos.

Quando utilizar?

Pode-se usar esse pensamento para embasar qualquer argumento que coloque a ação antrópica como uma das causas do problema abordado, como por exemplo na ação antrópica sobre o meio ambiente, potencializando o efeito estufa e a degradação ambiental.

Agora é colocar os conhecimentos em prática e depois vir dizer o que achou!

Você também pode gostar destes posts

Estude E curta. O “ou” não é uma opção.

Ao contrário do que muitos pensam, procrastinar não é, necessariamente, algo ruim....

Curva do esquecimento de Ebbinghaus

Eu sei que você já se encontrou na seguinte situação: estudou um...

Matriz de Eisenhower

Talvez você já tenha ouvido que o ativo mais valioso que nós...

plugins premium WordPress
Rolar para cima

Estude na BNE

Garanta sua preparação com a MELHOR e MAIOR para FGV e Insper. Conheça já nossas turmas!