Como diminuir a ansiedade?

O ano de vestibular é um ano que exige muito do aluno: cobranças por resultados, juntamente a uma rotina intensa de estudos podem fazer com que a saúde mental do aluno se torne uma bomba relógio. Dessa forma, é importante que o aluno saiba como lidar com a ansiedade para que ela não atrapalhe os seus estudos. Então, se você quer saber como lidar com esse problema em sua preparação, veja as 5 dicas a seguir!

Efeito Sechenov

Muitas vezes, quando nos sentimos ansiosos, pensamos que é melhor deixar qualquer atividade que exija atenção de lado e tentar relaxar. No entanto, o efeito Sechenov sugere exatamente o contrário: ele sugere que, quando estivermos com muitas ideias na cabeça e nos sentindo ansiosos, devemos realizar alguma atividade que demande um alto grau de esforço e de foco, podendo essa atividade ser tanto física como intelectual. Correr em uma alta intensidade, realizar um treino intenso de musculação ou tentar resolver apenas aquela questão que você sabe que é muito difícil e que exigirá mais tempo. Após a realização da atividade, você deverá se sentir melhor para continuar com outras demandas. Faça o teste e diga o que achou.

Você está no que previu

Eu tenho certeza que, antes do início da sua preparação, você pensou “Puts, vai ser complicado, hein?”. De uma maneira resumida, você previu que haveria momentos de cansaço e de dificuldade em determinados momentos. Então, ao se ver em uma dessas situações, nada mais está acontecendo do que aquilo que você previu que iria acontecer, logo, por que se surpreender? Tente encarar cada dia, cada semana, cada mês e cada assunto estudado como um pequeno degrau vencido. Assim você vê a “Big Picture” da preparação e ainda quebra ela em etapas menores que, sendo superadas, ajudam com a ansiedade.

Encarar a dificuldade como um filtro

Pode parecer um pouco “coach”, mas a verdade é que a dificuldade é um “filtro”. Logo, você pode encarar os momentos de dificuldade como um aliado, afinal, eles distanciam aqueles que não se esforçam do objetivo principal, que é aprovação. Com esse ponto de vista, um assunto difícil não vai te deixar ansioso, mas animado em aprendê-lo para estar mais um passo à frente dos demais.

Rotina

O excesso de informação é, muitas vezes, causador de ansiedade. “Como estudar? Quantas horas? O que fazer todos os dias?” E é aí que a rotina entra como uma boa “pílula anti-ansiedade”. Ao estabelecer hábitos bem definidos, você perde menos tempo se preocupando com o que fazer e destina mais energia ao ato de fazer de fato.

Equilíbrio

Nada de picos de muito estudo, nem de vales de procrastinação. Busque o estudo diário, com consistência e sempre aliado a atividades que lhe proporcionam prazer. Não esqueça, a preparação para o vestibular é uma maratona, não uma corrida de 100 metros rasos!

A preparação para o vestibular é uma maratona e não uma corrida de 100m. Então, da mesma forma que um maratonista precisa trabalhar o psicológico para não desistir ao longo dos 42 quilômetros, o vestibulando precisa trabalhar a mente para não desistir ao longo dos meses de preparação.

Você também pode gostar destes posts

O Insper é uma boa faculdade para mim?

Essa é uma dúvida comum entre os estudantes que estão pesquisando qual...

Como me preparar para a prova da FGV?

Em produção…

7 pontos para uma revisão de sucesso

Chegando a reta final da preparação para o vestibular e uma das...

plugins premium WordPress

Estude na BNE

Garanta sua preparação com a MELHOR e MAIOR para FGV e Insper. Conheça já nossas turmas!